sexta-feira, 28 de abril de 2017

ALEXANDRIA DIA 28 DE ABRIL DE 2017

Sindicalistas, Representantes de Associações, Educadores, Estudantes, Servidores Públicos e Povo em geral saiu às ruas da cidade em protesto contra as reformas trabalhista, da previdência e terceirização do trabalho.  A manifestação saiu da estação rodoviária, percorreu as principais ruas da cidade e terminou numa concentração na Praça Central onde falaram o Professor Washington (Presidente do Sindale), a Professora Nina (Representante da FETAN/RN) e a Professora Edma Oliveira (Escola 7 de Novembro). O foto do Deputado potiguar Rogério Marinho (Relator da Reforma Trabalhista) foi exposta em cartazes como o texto: "A Vergonha do RN".

 Veja as outras imagens feitas, clicando no continue lendo...

ÀS ESCURAS

ALEXANDRIA/RN - Através do blog, moradores da Rua Severino Antônio de Lima (Bairro Alto da Boa Vista) solicitam, a prefeitura municipal, a reposição de três lampadas nos postes daquela artéria. "À noite fica muito difícil tomar chegada às residências; a escuridão é grande demais, relatou um dos moradores". Como diz nossos Vereadores: "Esperamos que o órgão competente, literalmente, olhe com bons olhos essa situação.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

GOVERNO VOLTA ATRÁS E AS CENTRAIS DO CIDADÃO ABRIRÃO AMANHÃ

Um dia após emitir nota de que não haveria  expediente nesta sexta-feira (28) nas Centrais do Cidadão, governo volta a atrás e emite nova nota:

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, DA HABITAÇÃO E DA ASSISTÊNCIA SOCIAL – SETHAS

NOTA
Natal-RN, 27 de abril de 2017.


Conforme determinação do Gabinete Civil do Governo do RN, o expediente nas Centrais do Cidadão ocorrerá normalmente nesta sexta-feira (28), a exemplo das demais repartições públicas da Administração Direta e Indireta do Estado. 

ANTONIO MARTINS - PONTAPÉ INICIAL PARA A MOBILIZAÇÃO DE AMANHÃ

Hoje dia 27 de abril de 2017, ao som da música “O Dia em que a Terra Parou”, de Raul Seixas, os alunos, professores, coordenadores, direção e todos que fazem a Escola Estadual Governador Walfredo Gurgel de Antônio Martins/RN abdicaram do intervalo para juntos de mãos dadas darem o pontapé inicial da grande greve de amanhã dia 28 de abril de 17 em todo o país.
Na oportunidade todos manifestaram suas desaprovações às reformas da previdência e trabalhista, defendidas por mais um governo que, buscando equilibrar suas contas, oprime e explora o trabalhador.

O trabalhador brasileiro não pode pagar a conta da corrupção.

Chega de desmandos administrativos.

Não as reformas da previdência e trabalhistas.
Fonte:E.E.Walfredo Gurgel

CONHEÇA OS PRINCIPAIS PONTOS DO TEXTO DA REFORMA TRABALHISTA APROVADA PELA CÂMARA FEDERAL

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira (27), a votação do projeto de lei da reforma trabalhista (PL 6787/16, do Poder Executivo).
O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para prever, entre outras medidas, a prevalência do acordo sobre a lei, regras para o trabalho intermitente e o fim da contribuição sindical obrigatória e da ajuda do sindicato na rescisão trabalhista. A matéria será enviada ao Senado.
Aprovada na forma do substitutivo do relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), a proposta estabelece que a convenção coletiva e o acordo coletivo de trabalho prevalecerão sobre a lei em 16 pontos diferentes, como jornada de trabalho, banco de horas anual, intervalo mínimo de alimentação de meia hora, teletrabalho, regime de sobreaviso e trabalho intermitente.
Poderão ser negociados ainda o enquadramento do grau de insalubridade e a prorrogação de jornada em ambientes insalubres, sem licença prévia do Ministério do Trabalho.
Em negociações sobre redução de salários ou de jornada, deverá haver cláusula prevendo a proteção dos empregados contra demissão durante o prazo de vigência do acordo. Esses acordos não precisarão prever contrapartidas para um item negociado.
O texto determina que mudanças na duração do trabalho e nos intervalos de alimentação não serão consideradas como normas de saúde, higiene e de segurança do trabalho, proibidas de serem negociadas por acordo.
Além dessas normas, não poderão ser reduzidas ou suprimidas várias outras, como as garantidas pela Constituição e aquelas da CLT relativas a direitos de mulheres no ambiente de trabalho.
– Acerto individual
Acordos individualizados de livre negociação para empregados com instrução de nível superior e salário mensal igual ou superior a duas vezes o limite máximo dos benefícios do INSS seguirão os mesmos itens do acordo coletivo que prevalece sobre a lei. Entretanto, o acerto individual prevalecerá sobre o coletivo.
Se esses empregados concordarem, poderá constar do contrato de trabalho cláusula de resolução de controvérsias por arbitragem.
– Penhora
A única mudança feita pelo Plenário ocorreu com aprovação de emenda da deputada Gorete Pereira (PR-CE) para incluir no texto a dispensa para as entidades filantrópicas do oferecimento de garantia ou de bens à penhora em causas trabalhistas. A dispensa se estende àqueles que compuseram a diretoria dessas instituições.
– Contribuição sindical
O texto de Marinho acaba com a contribuição sindical obrigatória de um dia de salário dos trabalhadores. Também acaba a contribuição patronal. Qualquer desconto para sindicato deverá ser expressamente autorizado.
O Plenário rejeitou emenda do deputado Bebeto (PSB-BA) que propunha uma transição para o fim dessa contribuição ao longo de três anos.
– Rescisão contratual
O substitutivo acaba ainda com a assistência obrigatória do sindicato na extinção do contrato de trabalho e em sua homologação. Segundo o texto, o ato da rescisão junto ao empregador, com anotação na carteira de trabalho, será suficiente para a liberação das guias de saque do seguro-desemprego e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
– Gravidez e insalubridade
Em relação à trabalhadora gestante, o relator propõe que ela deverá ser afastada das atividades consideradas insalubres em grau máximo durante toda a gestação. Atualmente, a CLT determina o afastamento da empregada gestante ou lactante de quaisquer atividades em locais insalubres.
No caso de atividades consideradas insalubres em graus médio ou mínimo, será afastada delas se atestado de saúde de médico de sua confiança recomendar o afastamento durante a gestação.
No período da lactação, o afastamento também poderá ocorrer se atestado de médico de sua confiança assim indicar. Em todas essas situações, ela continuará a receber a remuneração normal, inclusive o adicional de periculosidade. Entretanto, esse adicional será compensado pela empresa no pagamento das contribuições devidas pela pessoa jurídica e incidentes sobre a folha de salários.
Quando não for possível que a gestante ou a lactante exerça suas atividades em local salubre da empresa, sua gravidez será considerada de risco e a trabalhadora será afastada com recebimento de salário-maternidade durante todo o período de afastamento.
– Tempo não conta
A redação da reforma trabalhista desconsidera como tempo trabalhado várias situações, após o período da jornada normal, nas quais o trabalhador ainda está na empresa, seja por escolha própria ou para buscar proteção pessoal: práticas religiosas; descanso; lazer; estudo; alimentação; atividades de relacionamento social; higiene pessoal; e troca de roupa ou uniforme, quando não houver obrigatoriedade de realizar a troca na empresa.
Já o padrão de vestimenta no meio laboral será definido pelo empregador, enquanto a higienização do uniforme é de responsabilidade do trabalhador.
– Deslocamento
Segundo o texto, o tempo gasto pelo empregado de sua residência até a “efetiva ocupação do posto de trabalho” e para o seu retorno não será computado na jornada de trabalho, por não ser “tempo à disposição do empregador”.
Isso valerá para trajetos feitos a pé, dentro da fábrica ou por qualquer meio de transporte, inclusive o fornecido pelo empregador.
Nesse sentido, o projeto exclui a possibilidade prevista atualmente na CLT de acordos coletivos fixarem, no caso de micro e pequenas empresas, a forma de remuneração pelo tempo médio gasto pelo empregado para chegar a local de difícil acesso ou sem transporte público, quando for usado transporte fornecido pelo empregador.
– Multa
Para coibir a fraude, o texto aumenta de um salário mínimo para R$ 3 mil pela falta de registro do empregado. O projeto original propunha R$ 6 mil. Se deixar de informar ao Ministério do Trabalho outros dados exigidos, como duração e efetividade do trabalho, férias e acidentes, a multa será de R$ 600,00.
No caso da microempresa e da empresa de pequeno porte, a falta de registro dará multa de R$ 800,00.
Assessoria Câmara Federal
*O Mossoroense

quarta-feira, 26 de abril de 2017

NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE NAS CENTRAIS DO CIDADÃO DIA 28

Considerando a greve geral amplamente divulgada pela imprensa, marcada para esta sexta-feira (28), aliada à paralisação dos serviços de transporte público e a expectativa de ocorrência de manifestações sociais de grandes proporções, o que pode trazer entraves no atendimento à população e no deslocamento dos servidores, a Secretaria de Estado do Trabalho da Habitação e Assistência Social (Sethas-RN) determinou que não haverá expediente nas unidades das Centrais do Cidadão na referida data. 

O atendimento será retomado normalmente no próximo dia 2 de maio, exceto na Central do Via Direta, em Natal, que já funcionará no sábado (29).

Governo paga complemento para servidores que recebem mais de R$ 4 mil



O Governo do RN conclui a folha no próximo sábado (29), quando deposita o complemento salarial dos 22.131 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. O montante é equivalente a R$ 67.115.164,89. 

 

CAIU NA REDE: Médico Sousense posta foto , e viraliza nas redes sociais

O Médico Sousense Arthur Benozzati postou uma foto de frente ao espelho e com sua roupa de trabalho, algo normal , e sem pretensões de virar celebridade. Porém a foto viralizou em todas redes sociais , e ainda alcança repercussão incrível, surpreendendo até mesmo o Doutor. São milhares de curtidas , comentários e compartilhamentos elogiando a beleza do jovem médico .

Na sua página pessoal no instagram , o número de curtidas chega a marca a mais de 36 mil com cerca de 1800 comentários , e  não é diferente no Facebook . Além dos diversos compartilhamentos de perfis mais populares das redes sociais, como a ” Gina Indelicada” entre outros , o número de curtidas chega aos milhares, com comentários elogiosos ao médico , tipo :”Chama o Samu ”

O fato surpreendeu Arthur que postou a pouco na sua página do Facebook “Gente que loucura… Sabe aquele ditado de 15 minutos de fama!? Fui tirar meu velho plantão no SAMU da cidade de Uiraúna no sábado e resolvi fazer minha foto de sempre (no espelho haha). Minha vida a partir deste fato tem sido recheada de elogios, admiradores, fãs e até mesmo recalcados (nunca passam despercebidos hehe). Gostaria de agradecer pelo carinho imenso e dizer que tudo feito com amor, verdade e espontaneidade, fica mais real e bonito! Obrigado por tudo! Vocês são o máximo!!”

*Max Correio FM

Bandidos armados invadem escola, fazem reféns, e levam cerca de 40 aparelhos celulares

MOSSORÓ/RN - Noite de pânico na escola Estadual Jerônimo Rosado Maia, no conjunto Vingt Rosado, em Mossoró. Bandidos armados invadiram a escola e promoveram um verdadeiro arrastão entre servidores, professores e alunos que ocupavam a unidade de ensino.

Na investida os bandidos recolheram dezenas de celulares e outros bens pessoais antes de deixarem a escola numa motocicleta e fugirem em direção ignorada.

Após invadirem a escola os bandidos iniciaram o ataque pelos servidores que foram trancados na sala da direção. A partir de então os bandidos passaram a recolher os pertences de quem encontravam pela frente. Em meio a ameaças de morte e agressões foram recolhidos cerca de 40 aparelhos celulares.

Não é a primeira vez que a escola é alvo de delinquentes. Em novembro de 2014 a escola chegou a ser fechada prejudicando cerca de 700 alunos que ficaram sem aula devido a falta de segurança.

SEM CONTROLE – Este foi apenas um dos casos registrados durante esta terça-feira. Logo no início da manhã um grupo armado tentou assaltar um delegado da Polícia Civil no conjunto Abolição IV.
O delegado recebeu os bandidos a bala. Ninguém foi preso, mas o carro utilizado pelos bandidos foi encontrado com manchas de sangue.

Num outro ponto da cidade, uma motocicleta Honda Bros, preta com Branco, 2014, de placas OKC 7743 foi tomada de assalto. O assalto ocorreu por trás da empresa Jodiesel, BR-304, saída para Tibau.
Além destes casos a cidade registrou um homicídio no Centro e duas pessoas foram feridas a bala numa tentativa de homicídio. O cenário de insegurança se agrava a cada dia em Mossoró com o registro crescente de casos de violência em praticamente toda a cidade.

*O Mossoroense
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...